Você está visualizando atualmente Confira a participação da escritora Silvana Gontijo no Flitabira

Confira a participação da escritora Silvana Gontijo no Flitabira

  • Categoria do post:Notícias

Silvana Gontijo começou sua carreira de escritora escrevendo para adultos, inicialmente abordando temas relacionados à comunicação. Sua trajetória nesse campo teve início quando ela ocupou o cargo de chefe do Departamento Educacional do Jornal do Brasil e foi enviada para a França para estudar o impacto dos meios de comunicação na educação. Lá, ela percebeu a importância de integrar as mídias e os meios de comunicação nas escolas.

Àquela época, Silvana tinha o desejo de promover a educação por meio da mídia e sua incursão na produção audiovisual, atuando como diretora de arte e roteirista em publicidade e televisão. A partir dessa vontade foi criado o programa “Esse Rio é Meu” e a fundação da Planeta.com, projetos que visam desenvolver soluções inovadoras para a educação pública no Brasil. A autora defende a importância de envolver as crianças na criação de mudanças significativas na educação. Hoje, professores e gestores da rede de ensino do município do Rio de Janeiro estão sendo formados para implementar a metodologia de forma trans e interdisciplinar em todas as 1537 escolas da rede, contemplando Educação Infantil, Ensino Fundamental I e Ensino Fundamental II, em uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), que aderiu à iniciativa. Nas formações, os docentes aprendem a estrutura metodológica do programa, que no Rio recebeu um nome que se conecta à história da cidade, mencionando a palavra o nome do município em seu título.

A obra de Silvana abrange desde a interpretação das estrelas até a decodificação da linguagem “corporal” das plantas, além das narrativas dos animais. Seu trabalho propõe formas de expressar e interagir com os elementos naturais, reconhecendo-os como sujeitos de direitos.

Para difundir esse seu trabalho, atuou com escolas na bacia do Rio Carioca. As crianças se envolveram na valorização do rio como um patrimônio hídrico, mostrando o sucesso que o empreendimento atingiu.

Outro de seus projetos é “A Turma do Planeta”, que visa promover a educação por meio da música e da inclusão de personagens com deficiência, ressaltando a importância da convivência harmoniosa entre diferentes pessoas e a valorização da diversidade nas relações.

Embora o projeto esteja atualmente em andamento nas cidades de Itabira, contemplada com a terceira edição do Flitabira, e na capital do estado do Rio de Janeiro, a coleção de livros também serve como inspiração para outras escolas e outros grupos educativos promoverem iniciativas de proteção aos rios – estejam eles próximos ou distantes. No total, a coleção “Turma do Planeta” conta com seis volumes, intitulados, respectivamente, “Como tudo começou – A primeira aventura da Turma do Planeta”, “O enigma do Trocano – Uma viagem no tempo”, “Sonhando acordado – Aprendendo com os mais velhos”, “Agitando a galera – Juntos somos mais fortes”, “Nas águas do tempo – Viajando na nossa história” e “Um rio que canta e encanta – Fala, rio!”. Para obter mais informações sobre o projeto, acesse o site www.esserioemeu.org.

Silvana Gontijo no Flitabira

No âmbito da programação do Festival Literário Internacional de Itabira, a jornalista e escritora se une ao cientista político Sérgio Abranches para explorar a interseção entre a natureza e a literatura. Reconhecida por seu trabalho na literatura infantil, Silvana introduzirá o conceito de “literacia” em sua mesa no Flitabira ao lado de Abranches, indo além do simples aprendizado tradicional de leitura e escrita. A palestra acontece na sexta-feira, dia 3/11, e tem como ponto de partida o poema “Cidade sem rio”, de Carlos Drummond de Andrade, para guiar a discussão entre Silvana e Sérgio.

Gontijo também marca presença na programação infantojuvenil, apresentando os projetos ‘Esse Rio é Meu” e “A Turma do Planeta”, nos dias 1/11, quarta-feira, às 14h e 15h.

Sobre a autora

Escritora e jornalista, Silvana é também letrista, roteirista e diretora de arte. Autora de nove livros para adultos: “80 anos de moda no Brasil” – Nova Fronteira, “A voz do povo” – Objetiva, “O mundo em comunicação” – Aeroplano, “Por dentro dos meios” – Planeta, “O livro de ouro da comunicação” – Ediouro e os nove livros infanto-juvenis: “Uma aventura na comunicação” – Aeroplano, “Falando pra caramba – Planeta, Fala Bia!” – Bookstart, e a coleção com seis livros contando as aventuras da Turma do Planeta – Autêntica: vol. 1, “Como tudo começou” (nova edição revisada), vol. 2, “O enigma do Trocano”, vol. 3, “Sonhando acordado”, vol. 4, “Agitando a galera”, vol. 5, “Nas águas do tempo” e vol. 6, “Um rio que canta e encanta”. Silvana escreveu quarenta roteiros para TV, cinema e games e recebeu 18 prêmios nas áreas de literatura e audiovisual. Em parceria com o músico Francis Hime, Silvana criou a “Ópera do futebol”. É de sua autoria a ideia original, o libreto e as letras das 51 árias. Silvana colaborou com os principais jornais brasileiros como articulista, escrevendo sobre educação, meio ambiente e midia-educação, que vem a ser o seu principal campo de conhecimento, que orienta as ações da organização que fundou e preside, o planetapontocom e da revistapontocom. Silvana também coordenou a área de cultura da Ação da Cidadania Contra a Miséria e pela Vida, apoiando Betinho e sua causa. Fora do Brasil, trabalhou como consultora para o Banco Mundial, em Angola. A Turma do Planeta, um universo de crianças, jovens e espécimes da fauna e da flora brasileiras, personagens criadas por Silvana, vivem uma série de aventuras em livros, games, e, atualmente, objetos de ensino e aprendizagem. Nesse momento, a equipe do planetapontocom vem implementando a metodologia de Educação com e por meio de causas que se materializaram nos programas “Cidades, salvem seus rios!” e “Esse rio é meu”, que aliam cultura, educação e meio ambiente, o seu mais novo desafio.

SOBRE O FLITABIRA

Criado pelo jornalista Afonso Borges – que é também o idealizador do Festival Literário de Araxá (Fliaraxá) e do Sempre um Papo –, o Flitabira realizará sua terceira edição entre os dias 31 outubro e 5 de novembro de 2023, celebrando 121 anos de nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade. As atividades acontecem tanto de forma presencial, na Praça do Centenário, quanto on-line, pelo canal no YouTube do Festival.

O Flitabira tem patrocínio do Instituto Cultural Vale, via Lei de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, com o apoio da Prefeitura de Itabira e União Brasileira de Escritores – UBE.

INSTITUTO CULTURAL VALE

O Instituto Cultural Vale parte do princípio de que viver a cultura possibilita às pessoas ampliarem sua visão de mundo e criarem novas perspectivas de futuro. Tem um importante papel na transformação social e busca democratizar o acesso, fomentar a arte, a cultura, o conhecimento e a difusão de diversas expressões artísticas do nosso país, ao mesmo tempo em que contribui para o fortalecimento da economia criativa. Nos anos 2020-2022, o Instituto Cultural Vale patrocinou mais de 600 projetos em mais de 24 estados e no Distrito Federal. Dentre eles, uma rede de espaços culturais próprios, patrocinados via Lei Federal de Incentivo à Cultura, com visitação gratuita, identidade e vocação únicas: Memorial Minas Gerais Vale (MG), Museu Vale (ES), Centro Cultural Vale Maranhão (MA) e Casa da Cultura de Canaã dos Carajás (PA). Onde tem Cultura, a Vale está. Visite o site do Instituto Cultural Vale: institutoculturalvale.org

SERVIÇO:

III Flitabira – Festival Literário Internacional de Itabira
De 31 de outubro a 5 de novembro
Local: Praça do Centenário (Rua Maj. Lage, 121 – Centro Histórico)
Informações: www.flitabira.com.br
Informações para a imprensa: info@flitabira.com.br