You are currently viewing O itinerário da poesia

O itinerário da poesia

  • Post category:Notícias

Por Laura Rossetti (*)

Na noite desta sexta-feira, 29 de outubro de 2021, o Festival Literário Internacional de Itabira (Flitabira) recebeu Pedro Drummond e o fotógrafo Adriano Fagundes em um bate-papo online, mediado pela atriz e escritora Bruna Lombardi e pelo jornalista Afonso Borges. O mote da conversa, transmitida às 21h pelo YouTube do festival, foi o recém lançado livro “Vasto Mundo” (editora Autêntica), que reúne fotos de Adriano Fagundes e textos de Carlos Drummond de Andrade.

Para Bruna Lombardi, Itabira está no imaginário de todos que apreciam os livros de Carlos Drummond de Andrade, já que o poeta sempre falou sobre a cidade em suas obras. Bruna se recorda, em especial, do poema “Confidência do Itabirano”, em que o autor verseja: “Itabira é apenas uma fotografia na parede./ Mas como dói!“. “O Drummond tem essa maravilha da poesia dele permanecer dentro da gente. É uma poesia que fica pendurada na nossa parede também. Então, Itabira está um pouco na parede de todo mundo que leu Drummond”, afirma a atriz.

Bruna, que escreveu diversos livros de poesia como “No Ritmo Dessa Festa” (1976), “Gaia” (1980) e “Clímax” (2017), conta que a literatura entrou cedo em sua vida. “Eu tinha que passar meus recreios dentro da biblioteca da escola, porque eu era criança e as bibliotecárias não me deixavam levar o livro para casa. Falavam que eu não tinha idade para alugar livros e eu ficava indignada!”, lembra.

O livro “Vasto Mundo” une poemas, aforismos e prosas extraídos da obra de Drummond a fotografias que Adriano Fagundes tirou ao longo de 30 anos de viagens pelo mundo, de 1991 a 2021. A estrutura e conteúdo da obra orientam-se pelo poema “O homem; as viagens”. “É engraçado porque o livro é uma complementação entre o fotógrafo que viajou o mundo todo e o escritor que ficou a vida inteira no gabinete, no escritório dele, que foi apenas para Buenos Aires algumas vezes na vida e não viajou pra nenhum outro lugar”, observa Pedro Drummond.

Adriano conta que não queria fazer apenas um livro de poemas ilustrados, mas sim uma obra em que os textos e as fotos dialogassem e se complementassem. “Comecei a fazer um pequeno layout do que eu achava que poderia ser e mostrei para o Pedro – que foi quem deu a ideia do livro. Agora, nove meses depois, ele está pronto”, explica.

“Vasto Mundo” segue uma ordem cronológica, iniciando-se com poemas sobre a infância e seguindo até a vida adulta. Ao mesmo tempo, as temáticas são separadas em diferentes lugares, como Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Acesse a gravação completa da conversa, que contou com tradução simultânea em Libras, no YouTube do Flitabira.

*Estagiária sob a supervisão da jornalista Jozane Faleiro

 

Frases

“A literatura é um caminho de luz, uma porta de salvação” – Bruna Lombardi

“A poesia é uma música silenciosa. Ela é uma música que o leitor tem que descobrir”. – Bruna Lombardi

“Quando você lê bem um poema, você compreende o ritmo de quem escreveu” – Bruna Lombardi

“Para que está acostumado a ler poesia, a musicalidade de quem a escreveu vem junto com o poema” – Bruna Lombardi

“O bonito da poesia é que ela é muito sorrateira. Ela se infiltra, entra por canais impensados” –  Bruna Lombardi

“As pessoas que são amantes de poesia são cúmplices de uma coisa, todas compreendem aquele lugar” – Bruna Lombardi